terça-feira, 3 de novembro de 2015

Um inerte dia


É domingo hoje

mas nós não saímos

é o único dia

que não repetimos

e que dura menos


Mas põe o teu rouge

que eu mudo a camisa

não como quem

de ilusão
precisa

Tomaremos chá

leremos um pouco

e iremos à varanda

absortos

[António Reis]

Sem comentários:

Publicar um comentário