domingo, 18 de maio de 2014

Fixando


Baudelaire sobre Poe:

      [...] gosta de movimentar as suas figuras sobre fundos violáceos e esverdeados, em que se revela a fosforescência da decomposição ou o forte cheiro da tempestade.

Sem comentários:

Publicar um comentário